quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

hoje eu saí da cama por sair. sem nenhuma razão. sem nenhum motivo. sem saber se valeria a pena, ou não. meu mundo anda tão triste, tão cinza. como se as árvores estivessem secas, o céu estivesse nublado e o vento mais gelado. os segundos levam uma eternidade para passar, e as lágrimas contidas em meus olhos insistem em querer escapar. talvez fosse melhor voltar para o quarto, girar a chave da porta e permanecer por lá. sentindo a solidão penetrar sob minha pele e atingir em cheio a minha alma. ou comprar a primeira garrafa de vodka que surgir, e esquecer momentaneamente tudo aquilo que me faz mal. mas, sinceramente? nada disso irá alterar nada. talvez seja melhor sentar e esperar. o tempo cura todo, não é o que sempre nos dizem?

Nenhum comentário:

Postar um comentário